quarta-feira, 5 de dezembro de 2018

O roubo do ninja

   Há muito, muito tempo atrás havia uma princesa chamada Nives com lindos cabelos loiros e com uma tiara de diamantes cor de rosa.
  Ela tinha um lindo castelo de gelo.
    Nesse dia estava a chover muito, mas ninguém se importava, aquele tempo já era habitual.
   A linda princesa tinha um segredo, que era, na torre mais alta tinha um baú que tinha o tesouro da grande história de aquela região.
  Um dia, um ninja foi ver o que havia naquela torre e viu o tesouro que tinha uma pista para a chave.
   Ela dizia: «na pirâmide da estrela da Neve».
   O ninja achou uma facilidade, ao saír deu de caras com a princesa.
   Mas ele saltou por cima da princesa e foi à vila das pirâmides. Haviam duas pirâmides com uma serra e com uma estrela.
   Uma das estrelas era branca e a outra era amarela. Ele sem pensar entrou na pirâmide da estrela amarela, mas não tinha nada. Então foi à outra pirâmide mas também não viu nada. Então decidiu  procurar uma porta secreta nas paredes, quando chegou à  parede do cimo viu que era uma ilusão e entrou e encontrou outra pista que dizia «ao lado». Quando foi procurar na parede «do lado» que também era uma ilusão, encontrou um papel com o desenho de um porco. Alguém estava a gozar com ele!
Mas ele não desistiu foi à outra parede do lado e viu uma chave. Parece que enfim tinha conseguido! De repente, um super herói com a princesa às costas tirou-lhe a chave e o tesouro.
Quanto ao ninja, foi preso!
Desde esse dia, tudo correu bem.


A árvore dos doces

  Era uma vez uma família que foi  fazer um piquenique ao rio.  O filho um menino traquinas encontrou uma árvore de doces e a  família ficou impressionada .
  A família durante a tarde brincou, correram, deram muitos mergulhos no rio  mas nunca deixaram de olhar para a árvore  com um olhar guloso.
 Os pais dessa familia concordaram que não podiam acabar a tarde sem provar alguns doces.
  Então desataram a correr para a árvore e comeram, e comeram todos os doces, até ficarem com dor de barriga, mas todos  felizes.

Sonic

Era uma vez um porco espinho que se chamava Sonic.





Sonic the Hedgehog


Autor:António Mota 

coisas sobre mim


Eu sou o Diogo e moro em caria os meus desportos favoritos são jogar voleibol e também gosto de jogar futebol e basquetebol.

O grande assalto

Era uma vez um piloto aviador que se estava a preparar para ir à floresta de avião.
Quando chegou ao pé do seu avião, um monstro entrou lá para dentro e foi-se embora.
O piloto pediu um avião emprestado, mas não havia nenhum disponível, por causa da trovoada.
Quando ele estava quase a ir-se embora apareceu uma fada que decidiu ajudar o piloto.
A fada pegou numa pedra e transformou-a num avião mais bonito do que o dele.
O piloto entrou no avião e foi para a floresta a voar.
Quando regressou da floresta e aterrou, o avião transformou-se de novo numa pedra.
O piloto foi a correr perguntar à fada o que tinha acontecido e ela disse-lhe que quando tinha transformado a pedra ela, passado uma hora, ia voltar ao normal.
O piloto entrou no carro e foi procurar o avião na floresta.
Numa zona com poucas árvores encontrou o avião, o monstro disse-lhe que se tinha despenhado.
O piloto levou o avião para a oficina onde foi arranjado.


        João Pires

O 1ºconcerto

Ontem eu fui ao teatro chamado Teatro das Beiras.
Nós entramos e fomos logo de seguida para dentro da sala.
Quando entrámos,eu e o Rodrigo,sentámos nas cadeiras.
Depois de estamos sentados um menino começou-me a fazer caretas.
Mais parecia que ele queria fazer amizade,eu também gostaria de fazer um amigo novo.
Eu não gosto de palhaços,mas na mesma eu gostei do teatro.
Eu gostei muito quando o Oriol Roixader tentou abrir a garrafa de vinho com o chapéu de chuva.